O Barulho das Chaves

  • Title: O Barulho das Chaves
  • Author: Philippe Claudel
  • ISBN: 9789892303239
  • Page: 319
  • Format: Paperback
  • O Barulho das Chaves Eu era aquele que entrava todas as semanas num mundo diferente Durante onze anos Philippe Claudel deslocou se todas as semanas a uma pris o para dar aulas de Franc s Os seus alunos homens e mulheres
    Eu era aquele que entrava todas as semanas num mundo diferente Durante onze anos, Philippe Claudel deslocou se todas as semanas a uma pris o para dar aulas de Franc s Os seus alunos homens e mulheres condenados a penas de pris o ou em pris o preventiva Poucos meses ap s o fim dessas visitas, Claudel apercebeu se de que esse lugar ainda fazia parte da sua vida.Nem o r Eu era aquele que entrava todas as semanas num mundo diferente Durante onze anos, Philippe Claudel deslocou se todas as semanas a uma pris o para dar aulas de Franc s Os seus alunos homens e mulheres condenados a penas de pris o ou em pris o preventiva Poucos meses ap s o fim dessas visitas, Claudel apercebeu se de que esse lugar ainda fazia parte da sua vida.Nem o romance nem a narrativa s o capazes de explicar o que a fragmenta o e a ruptura Porque a pris o fragmenta a vida, corta a em termos de espa o e tempo, restringe a, amputa a Assim nasce este texto Como um puzzle montado, pass vel de ser lido como uma tentativa para explicar um lugar que escondemos por detr s de portas trancadas Um lugar que apesar de tudo nos assombra, e onde a maior parte de n s n o entrar nunca.

    • Unlimited [Children's Book] ☆ O Barulho das Chaves - by Philippe Claudel ↠
      319 Philippe Claudel
    • thumbnail Title: Unlimited [Children's Book] ☆ O Barulho das Chaves - by Philippe Claudel ↠
      Posted by:Philippe Claudel
      Published :2019-04-16T22:29:40+00:00

    About Philippe Claudel


    1. Philippe Claudel is a French writer and film director.His most famous work to date is the novel Les mes Grises Grey Souls , which won the prix Renaudot award in France, was shortlisted for the American Gumshoe Award, and won Sweden s Martin Beck Award In addition to his writing, Philippe Claudel is a Professor of Literature at the University of Nancy.


    434 Comments


    1. Um pequeno livro - composto de pequenos textos, aparentemente, desconexos - que relata a experiência do autor durante os onze anos em que deu aulas de francês numa prisão. Belo e perturbador, como tudo o que Philippe Claudel escreve"A prisão assemelhava-se a uma fábrica. Uma grande fábrica que não produzia nada, para além de tempo limado, triturado, comprimido, vidas abafadas e movimentos restritos. Os reclusos pareciam operários estranhos, sem máquinas, sem máscaras, mas cumprindo ho [...]

      Reply

    2. Philippe Claudel é perturbador. Entranha-se-me nos ossos. Em tantos anos de leitura, consegue uma coisa que me é já rara: intrigar-me. Este homem intriga-me. Além de me intrigar, deixa-me presa a ele. Ainda só li duas das suas obras – O Barulho das Chaves e Almas Cinzentas. O Barulho das Chaves contém pequenos relatos, muito fáceis de ler, compilados em 76 páginas. Refere-se aos onze anos que passou a ensinar Francês num estabelecimento prisional. Este livro, tão cinzento quanto a su [...]

      Reply

    3. "A prisão é sede de inúmeras leis não escritas, nunca discutidas, mas sempre aplicadas."Philippe Claudel deu aulas de francês a reclusos durante onze anos. Durante esses anos entrou semanalmente na cadeia e conheceu por dentro o sistema prisional; as regras,os guardas, as rotinas e essa gente que entra lá com pouca réstea de humanidade e, lá se faz definitivamente bicho, ou pelo contrário, é lá que começa um novo caminho para uma vida que ainda poderá vir a ter algum sentido.Privou [...]

      Reply

    4. Conheço a escrita de P. Claudel faz já algum tempo. Li atualmente 2 obras deste autor e com esta voltei a relembrar tudo o que tinha sentido aquando a leitura do primeiro livro, Almas Cinzentas. Não irei falar muito sobre o livro até porque ele é bastante pequeno. Contudo, não é um livro que se deva ler a correr, sob pressão. Tal como Almas Cinzentas, é um livro para ser apreciado, lido pouco a pouco, degustado, é preciso tempo e disponibilidade para nos deixarmos envolver pelas palavr [...]

      Reply

    5. Durante 11 anos, P. Claudel deu aulas de francês numa prisão. Uma escrita impressionante, lida numa hora, na qual os textos curtos, fragmentários, mostram a intensidade da vida dos reclusos, condenados a penas de prisão ou em prisão preventiva, à espera da sentença. Por vezes sente-se a ironia e uma certa nostalgia. Sem dúvida, um testemunho poderoso e comovente.'A palavra célula, diminuto de cela: a mais pequena unidade do ser vivo.O espaço do encarceramento.'

      Reply

    6. Claudel a été professeur dans une maison d'arrêt pendant 11 ans et il nous livre ici son témoignage. Un recueil de fragments très brefs. Un peu pêle-mêles. Pas d'intrigue, chronologie floue. Des anecdotes, des observations, des réflexions. Ce petit livre n'est pas sans intérêt, loin de là, mais malgré tout, on reste un peu sur sa faim

      Reply

    7. Je n'ai probablement pas aimé ce livre à sa juste valeur parce que je pensais que c'était un roman. En réalité, il s'agit de pensées, d'anecdotes sur la prise où P. Claudel a été professeur. Ces anecdotes sont merveilleusement bien écrites, touchantes,

      Reply

    8. כתבתי על הספר כאן:bit/1vV4FCL

      Reply

    9. just random babble about prisoners. no arch, no plot, not point. too bad, some of the stories could have been interesting, if they lasted more than one paragraph. waste of time and topic.

      Reply

    10. "Moi-même, que suis-je venu faire en prison pendant si longtemps, sinon acheter à crédit ma part de sommeil du juste ?"

      Reply

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *