Novos Contos Da Montanha

  • Title: Novos Contos Da Montanha
  • Author: Miguel Torga
  • ISBN: null
  • Page: 332
  • Format: Paperback
  • Novos Contos Da Montanha Contos relacionados com a vida das gentes portuguesas da montanha This edition is pre ISBN
    Contos relacionados com a vida das gentes portuguesas da montanha.This edition is pre ISBN.

    • ↠ Novos Contos Da Montanha || Ñ PDF Download by ↠ Miguel Torga
      332 Miguel Torga
    • thumbnail Title: ↠ Novos Contos Da Montanha || Ñ PDF Download by ↠ Miguel Torga
      Posted by:Miguel Torga
      Published :2020-01-07T11:58:49+00:00

    About Miguel Torga


    1. Miguel Torga, pseudonym of Adolfo Correia da Rocha was one of the greatest Portuguese writers of the 20th century He wrote poetry, short stories, theater and a 16 volume diary.He was born in a village in Tr s os Montes, northern Portugal, to small time farmer parents After a short spell as student in a catholic seminary in Lamego, also in Tr s os Montes, in 1920 his father sent him to Brazil where he worked on the coffee plantation of an uncle who, finding him to be a clever student, paid his high school there and afterwards his medicine graduation 1933 at the University of Coimbra, in Portugal to where he returns in 1925 After graduation he worked in his village and in other places in the country, publishing his books from his own pocket for a number of years In 1941, he established himself as an otolaryngologist physician in Coimbra.His agnostic beliefs seems to reflect in his work, that deals mainly with the nobility of the human condition in a beautiful but ruthless world where God is absent or is nothing but a passive and silent, indiferent creator.After the value of his work was being recognized, he went on to receive several awards, as the Pr mio Cam es in 1989 and the Montaigne award in 1981 He was several times nominated for the Nobel Prize of Literature, being the last one in 1994, but he never won.Source enpedia wiki Miguel_T


    537 Comments


    1. Não sei bem porquê, até porque não me lembro de ter lido algo em concreto deste autor, apesar de me lembrar bem do meu pai ter um exemplar dos Bichos, tinha uma ideia pré-concebida sobre a sua escrita, achava-o muito austero, género Vergílio Ferreira. É possível que os tena confundido. Após a leitura destes contos, verifiquei afinal que é uma escrita fresca, muito natural e fluida, água de nascente montanhosa. Contos muito rápidos, que revelam a sua essência no ritmo certo. Histór [...]

      Reply

    2. Se olharmos para a vida com atenção, descobrimos que ela não é assim tão normal, ou inofensiva, como pensamos. Um escritor possui esse olhar especial e transmite para o papel aquilo que os outros nem se dão ao trabalho de observar.Miguel Torga apresenta-nos a realidade nua e crua. É a tal literatura que não precisa de temas bombásticos, ou de grandes tragédias, para ser grande. Basta aquilo que acontece todos os dias, na casa dos vizinhos, ou na nossa própria casa.Não tenho muito mai [...]

      Reply

    3. Miguel Torga tem uma escrita que não me fascina, embora lhe reconheça mérito. Nesta obra acompanhamos 22 contos marcados pela rude e austera paisagem transmontana, traçada com expressões e vocábulos utilizados naquela zona do país e noutros tempos, o que torna a leitura mais difícil para quem está fora do contexto.

      Reply

    4. São histórias de tempos idos, algumas duras e tristes, outras duras também mas com um final redentor. A linguagem é antiga, há expressões que já ninguém usa como “espera um migalho” e outras, que me fizeram sorrir e lembrar as minhas avós.São contos para saborear um a um, devagar, ao ritmo de quem percorre os caminhos a pé. Gostei muito e recomendo.

      Reply

    5. Melancólica e deliciosa noite de Outono. Envergava, pela primeira vez desde a chegada dos calores, uma camisa de manga comprida. Numa encruzilhada cujos pormenores já não consigo precisar, avistei o lobo e para ele me dirigi.Concedeu-me três desejos mas invoquei apenas um: - Que o Senhor Torga, se me estiver a ouvir, não me leve a mal. Mas desejo que hajam várias realidades paralelas onde tantos Torgas viveram e escreveram e morreram, em diferentes sítios de Portugal. O que quero, benevol [...]

      Reply

    6. que dor de alma ler alguns estes contos

      Reply

    7. Ler Miguel Torga é sempre como ler Portugal. Torga tem um jeito de falar das gentes, dos lugares, que é indubitavelmente português. Faz-me ter saudades de uma ruralidade perdida.Já tinha falado dos Contos da Montanha aqui. Com os Novos Contos da Montanha, Torga traz-nos uma nova colecção de 22 contos pungentes e intemporais. Publicados pela primeira vez em 1944, três anos depois da publicação d’Os Contos da Montanha, os heróis destas histórias sãos os mesmos a que Torga nos habituo [...]

      Reply

    8. Gostei mais deste livro do que do "Bichos". No entanto, continuo a não me sentir fascinada com o que este autor escreve. A sua escrita é eloquente e bastante acessível, o que facilita a rápida leitura da obra. De todos os contos, recomendo apenas dois: "Repouso" e "O Leproso", ambos são bastante satisfatórios, em comparação com o resto.

      Reply

    9. À semelhança dos Contos da Montanha, Miguel Torga apresenta nestes Novos Contos da Montanha um conjunto de vinte e duas breves narrativas, centradas em personagens singulares, duras e terrosas como as fragas que pontuam o cenário trasmontano comum a todos estes textos. Nesta obra, o autor ficciona uma realidade à qual se encontra umbilicalmente ligado, imprimindo à acção e às personagens que habitam a história um carácter profundamente humano, dramático e, de certo modo, desesperado.M [...]

      Reply

    10. Colección de relatos cortos que fueron censurados en su primera versión de 1941 por la Dictadura Salazarista y provocaron el exilio en Brasil del escritor portugués. Ubicados en Tras-os-Montes, reflejan el espíritu provinciano irónicamente.

      Reply

    11. Como é possível alguém com tantas histórias fascinantes como premissa tornar no mais sórdido aborrecimento cada conto? Está na lista dos autores que me intrigaram pela história, mas que falharam em me cativar pelo tipo de escrito desencantado e aborrecido.

      Reply

    12. Great book. Amazing stories and excelent writing.

      Reply

    13. Na minha opinião, o melhor livro do Miguel Torga.

      Reply

    14. Que pena não poder dar mais de 5 estrelas o que escrevi sobre os Contos da Montanha vale para este também, com a diferença de que este ainda (acho eu) é melhor. Simplesmente soberbo!

      Reply

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *